TST manifesta pesar por falecimento de Amauri Mascaro Nascimento

Você compartilha o bem?

O Tribunal Superior do Trabalho lamenta a morte do jurista Amauri Mascaro Nascimento ocorrido na manhã desta terça-feira (24). Na sessão de hoje da Subseção 2 Especializada em Dissídios Individuais (SDI-2), o Tribunal aprovou à unanimidade, voto de pesar pelo falecimento, proposto pela ministra Maria Cristina Peduzzi.

A ministra e conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ressaltou o importante legado e a contribuição do jurista para o engrandecimento do Direito do Trabalho. Autor de inúmeras obras jurídicas nesse ramo do Direito, Mascaro Nascimento foi promotor de justiça, juiz do Trabalho e era professor emérito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e presidente honorário da Academia Nacional de Direito do Trabalho. Também foi agraciado, em 1980, com a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, concedida pelo TST.

O presidente do TST, ministro Barros Levenhagen, afirmou que o jurista foi um notável professor e excelente magistrado, com quem atuou na Justiça Trabalhista de São Paulo. “É um dia de pesar para toda a comunidade jurídica”, afirmou. Tanto o Ministério Público quando a advocacia se associaram à manifestação de pesar.

Autora: Fernanda Loureiro/CF – TST.

Envie suas dúvidas agora mesmo:

 

 

Você pode avaliar agora?

Clique Aqui e Veja Como Se Defender!

Advogado Explica Como Você Deve Defender Seus Direitos Agora!

Você pode comentar agora!